Network: você sabe mesmo trabalhar o seu? Dicas neste guichê!

Para fazer sucesso no mundo dos negócios, não basta executar um excelente serviço ou ter um bom produto: é essencial criar e manter conexões. De acordo com pesquisa alemã realizada com 37 mulheres líderes, publicada na revista Human Relations, no fim de 2018, nós fazemos menos network do que os homens. Por quê? Dentre os motivos estão a falta de confiança, timidez e uma cultura de tratar as relações profissionais como as sociais, sem pensar nos benefícios. Dá para entender por que duas antenadas empreendedoras americanas criaram o The Wing, um coworking só para mulheres que está bombando nos EUA.

network (Foto: Iago Francisco)

Ganhamos sua atenção? Bora trabalhar o network? Às dicas!

saiba mais

  • Quer ser chefe? 8 mulheres CEOs falam sobre como chegaram lá
  • A cilada do “faça o que ama”
  • Chefe de cada signo: manual prático pra lidar com o seu

1. Networking, oi?
Fazer network é, basicamente, se relacionar com o intuito de realizar boas negociações, divulgar seu trabalho, trocar ideias e ampliar o leque de oportunidades. Isso inclui muita conversa, escuta ativa, generosidade e empatia – ou seja, não se trata simplesmente de sair se gabando da sua carreira, ok? Nos Estados Unidos, a lógica do networking consiste em dar ao outro o que você gostaria de receber: informação, opinião, atenção, indicação. Para isso, é preciso circular. Um estudo da Global Entrepreneurship Monitor mostrou que as brasileiras são as mulheres que menos investem no networking, e duas das razões são o constrangimento por ser minoria em eventos profissionais e a falta de tempo para frequentá-los.

2. Mas para quê?
“Quando ouvimos diferentes opiniões, tomamos decisões melhores. A importância do networking começa aí. É fundamental ter pessoas de confiança para conversar sobre seu negócio”, garante a coach de carreira Bruna Fioreti. Ela avisa, porém, que nem sempre o retorno é imediato. “Às vezes, aparece um cliente porque em algum momento do passado você foi generoso com alguém e essa pessoa te indicou para outra pessoa… Fazer network é cuidar desse tipo de parceiro que advoga pela sua marca a longo prazo”, diz.

Veja Também:  Três perguntas para Felipe Titto

3. Com quem, hein?
É possível trabalhar o networking em diversas frentes: familiares, amigos, conhecidos, pessoas que você admira, fornecedores, parceiros comerciais, clientes que já são fiéis e também potenciais consumidores. “Mantendo um bom relacionamento com diferentes pessoas, quem empreende consegue ter informações valiosas sobre o mercado e o ambiente de negócios. Isso permite corrigir rotas, inovar e criar alternativas em busca do sucesso”, explica Gilvanda Figueirôa, do Sebrae-SP.

4. E com que frequência?
A manutenção da sua rede de contatos exige dedicação diária. É isso o que defende a psicóloga e coach de carreira Lilah Kuhn. “É um trabalho de semear relações, ouvir, apoiar e ser apoiado. É preciso ser curioso para ouvir sobre o outro também, genuinamente. Fazer network é como cuidar de um jardim, regando de forma contínua”, resume ela.

5. Qualidade X quantidade
A especialista em coach pessoal e profissional Daniela Arteze acredita que a qualidade se sobrepõe à quantidade. “A rede de contatos deve ser sólida e cultivada ao longo de anos da vida profissional. Não adianta colecionar um monte de nomes, e-mails, telefones e conexões nas redes sociais se você não movimenta tudo isso com certa frequência”, diz.

network (Foto: Iago Francisco)
7 passos da conexão

1. Converse e interaja
Convide seus contatos para um café, interaja nas redes sociais ou ligue de vez em quando. E seja sincera. Assim as pessoas tendem a se encantar por você.

2. Saiba ouvir (mesmo!)
Quem vê seu negócio de fora pode dar ideias valiosas que contribuam para a sobrevivência e o sucesso dele. #ficaadica

3. Peça mentoria
Sabe o profissional da sua área que você admira? Conecte-se com ele! Mostre por que se espelha nessa pessoa e peça feedbacks sobre o seu business.

Veja Também:  Em forma na ponta do pé! 3 coisas que você precisa saber sobre o ballet fitness

4. Circule sempre
Frequente eventos, palestras, workshops e cursos na sua área de atuação. Assim fica muito mais fácil conhecer gente.

5. Trabalhe em um coworking
Eles estão em alta e são perfeitos para interagir com outros profissionais, ampliando seu leque de alcance.

6. Fidelize seus clientes
Pode ser por meio de programas, promoções ou bônus. É mais fácil cuidar dos consumidores que você já tem do que conquistar novos, viu?

7. Saiba falar sobre seu negócio
Esteja preparada para se apresentar com confiança e nunca subestime a pessoa com quem você está conversando – ela pode ser um futuro cliente ou investidor!

Você sabia que…

78% dos empreendedores de startups ao redor do mundo acreditam que o networking é vital para o sucesso do negócio. Fonte: The Economist Intelligence Unit

57% dos jovens empreendedores brasileiros usam a tecnologia para fazer network. Fonte: Firjan

16% dos empreendedores que vão à falência no Brasil apontam a falta de clientes como principal motivo. Fonte: Sebrae

Assuntos sobre modelos e agencias de modelos na web: Agencias de modelos Melhores agencias de modelos Altura necessária para as modelos Como entrar para uma Agencia de Modelos Agencias de Modelos Brasileiras Agencia de Modelos do Brasil Lista de Agencias de Modelos Brasileiras Matérias sobre Modelos e o mundo da moda Lista de Agencias de Modelos Modelos Masculinos SPFW Revista Epoca Vogue Empório Armani Online Lista de Agencias de Modelos Agencias de Modelos Agencias de modelos famosas Principais Agencias de Modelos Melhores Agencias de modelos do Brasil Agencias de Modelos do Brasil Linksweb Neoplanos Agentes do Alem 3ICAP Premio de ModaAnuarioTI GovernoEstadão – Caderno de Moda Beleza, Moda e Agencias de Modelos do BrasilMural FashionID Porto AlegreFashionlinesBalenciagaGNWB62SweetyusO PovoHubbloInformações sobre agencias de modelos Informações sobre agencias de modelos e modelos Agencias de Modelos e Top Models Modelos, Agencias de Modelos e Bastidores da Moda Modelos, Agencias de Modelos e Moda Agencias de Modelos, Agencias de Moda do Brasil, Top Models, Modelos Femininos, Modelos Masculinos Vulnerável e Oscilante Moda, Modelos e Agencias de Modelos Agencias de Modelos e Top Models UOL EstiloG1 ModaJornal O Globo Folha S.PauloNetgap Principais Agencias de Modelos do País: FORD MODELS, MEGA MODEL BRASIL, MAJOR MODEL , LEQUIPE AGENCE, Way Model

Veja Também:  Thaila Ayala exibe curvas em ensaio de maiô


Network: você sabe mesmo trabalhar o seu? Dicas neste guichê!